terça-feira, 23 de junho de 2009

Corpo Dourado


Corpo Dourado foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 19 horas pela Rede Globo entre 12 de janeiro e 21 de agosto de 1998, com 191 capítulos. Foi escrita por Antônio Calmon e dirigida por Flávio Colatrello Jr. nos primeiros capítulos, sendo substituído por Marcos Schechtman. Também dirigiram a novela Fábio Junqueira, Flávio Galvão e João Camargo.


A fazendeira Selena é uma moça de fibra que não descansa enquanto não arrancar um segredo guardado por sua mãe Camila: a identidade de seu pai. Mas ela também sonha em um dia ter o amor de Chico, o delegado da cidade litorânea de Marimbá. Só que ele está encrencado investigando um misterioso assassinato.


Os dois formam um triângulo amoroso com Arturzinho, empresário paulista do ramo de calçados. A tempestuosa Amanda, que abandonara Arturzinho no altar para casar com Chico, é a dona do curtume que abastece a fábrica de sapatos, e reluta em aceitar a revelação de que Selena é sua irmã bastarda. Rompendo com a família de Arturzinho, Amanda provoca a derrocada financeira da fábrica de sapatos.


Um crime abala ainda mais a família de Arturzinho: seu pai, Zé Paulo, é assassinado. Descobre-se então uma fita de vídeo em que Zé Paulo pede ao filho para se casar com Selena e salvar as finanças da família. Inicialmente, Arturzinho e Selena se detestam. Ela o vê como um "maricas", distante de sua realidade, enquanto ele a considera uma "machona sem educação". E ainda: como Arturzinho vai explicar a situação para Alicinha, sua namorada?


Apesar das diferenças e dos problemas, Arturzinho e Selena acabam se envolvendo, para desespero do delegado Chico, que apaixonou-se pela fazendeira, se afastando cada vez mais da mulher, Amanda, que já demonstra sérios problemas psicológicos.


Há ainda outro triângulo amoroso, formado por Judy, seu namorado Tadeu e Billy, o misterioso fotógrafo que chega à cidade acompanhado do filho Zeca. Billy, cujo caráter permanece misterioso por toda a trama, acaba por ter um envolvimento com Amanda.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Era Uma Vez


Era uma Vez... é uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 18 horas pela Rede Globo de 30 de março a 2 de outubro de 1998 em 161 capítulos. Foi escrita por Walter Negrão, com a colaboração de Elizabeth Jhin, Márcia Prates e Júlio Fischer. Direção de Rogério Gomes, Jorge Fernando, Marcelo Travesso e Fabrício Mamberti, direção de produção de Italo Granato, produzida pelo Núcleo Jorge Fernando. Recentemente teve uma curta reprise no Vale a Pena Ver de Novo, de 29 de janeiro a 4 de maio de 2007, com apenas 69 capítulos.

Teve Herson Capri e Drica Moraes como protagonistas, e Andréa Beltrão como antagonista central da trama.

Para fugir do marido, o possessivo Danilo, Madalena viaja para a Europa na companhia do amigo Maneco Dionísio. Lá, eles se sustentam trabalhando como artistas de rua. Mas Danilo descobre o paradeiro dos dois e eles, então, resolvem voltar clandestinamente ao Brasil. Disposta a não mais voltar para o marido, Madalena aceita um emprego de governanta no interior do sul do país, em Nova Esperança. Ela vai viver na mansão do poderoso Xistus, onde passa a cuidar dos netos de seu patrão: Glorinha, Zé Maria, Marizé e Fafá, órfãos de mãe, a filha de Xistus. As crianças são filhas do veterinário Álvaro, que mora num sítio com seu pai Pepe. O viúvo está noivo da ardilosa Bruna, filha de seu patrão Rudy, um homem falido que vive de aparências. Com a transferência de Madalena para Nova Esperança, Maneco Dionísio, seu fiel e inseparável amigo, também decide morar na mesma cidade. Ele encontra abrigo na casa de Dona Santa, a matriarca da família Zanella, mãe de Tito, da sensata Emília e do mau-caráter Horácio. Santa é irmã de Frei Chicão, um franciscano, que é obrigado a dividir o seu quarto com Maneco. No entanto, a chegada dos dois forasteiros modifica a rotina dos habitantes da pequena cidade. O velho e rigoroso Xistus se apaixona por Madalena, mas não é correspondido. A governanta ama Álvaro. Inconformados, Xistus e Bruna se unem para lutar contra esse amor. Madalena também vai demorar a ser feliz ao lado do veterinário e as coisas pioram quando Danilo descobre aonde ela vive, depois do exílio europeu. Estréia dia 5 de maio na Globo Internacional no Vale a Pena ver de Novo

A história se passa na cidade de Nova Esperança, no interior do sul do país, e conta a história de Madalena, que, para fugir do marido, o possessivo Danilo, viaja para a Europa na companhia do amigo e escudeiro Maneco Dionísio.

Lá, eles se sustentam trabalhando como artistas de rua. Mas Danilo descobre o paradeiro dos dois e eles resolvem voltar clandestinamente ao Brasil. Disposta a não mais voltar para o marido, Madalena aceita um emprego de governanta em Nova Esperança. Ela vai viver na mansão do poderoso Xistus, onde passa a cuidar dos netos de seu patrão: Glorinha, Zé Maria, Marizé e Fafá, órfãos de mãe, a filha de Xistus e que aterrorizam a governanta da casa, Dona Berta, com suas travessuras. O pai das crianças é o veterinário Álvaro, que mora num sítio com seu pai Pepe.


O viúvo está noivo da ardilosa Bruna, filha de seu patrão Rudy, um homem falido que vive de aparências e um casamento em crise com Anita. Com a transferência de Madalena para Nova Esperança, Maneco Dionísio, seu fiel e inseparável amigo, também decide morar na mesma cidade. Ele encontra abrigo na casa de Dona Santa, a matriarca da família Zanella, mãe de Tito, da sensata Emília e do mau-caráter Horácio.

Santa é irmã de Frei Chicão, um franciscano que é obrigado a dividir o seu quarto com Maneco. No entanto, a chegada dos dois forasteiros modifica a rotina dos habitantes da pequena cidade. O velho e rigoroso Xistus se apaixona por Madalena, mas não é correspondido. A governanta ama Álvaro. Inconformados, Xistus e Bruna se unem para lutar contra esse amor. Ao mesmo tempo, o milionário disputa a atenção dos netos com o outro avô, Pepe, o preferido das crianças, exatamente por ser completamente diferente de Xistus.

Torre de Babel


Torre de Babel foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 20 horas pela Rede Globo. Escrita por Sílvio de Abreu, Alcides Nogueira e Bosco Brasil e dirigida por Denise Saraceni, José Luiz Villamarim, Carlos Araújo e Paulo Silvestrini. Teve 203 capítulos, exibidos de 25 de maio de 1998 a 16 de janeiro de 1999.

Apresentando Glória Menezes, Tarcísio Meira e Tony Ramos como protagonistas e Adriana Esteves e Cláudia Raia como antagonistas.

O ex-perito em fogos de artifícios José Clementino arranja emprego como pedreiro na construção de um suntuoso shopping center, uma das muitas obras realizadas pela construtora do engenheiro César Toledo. Durante a festa da cumeeira, quando engenheiros e operários se reúnem para comemorar a colocação da última laje da obra, a mulher de Clementino flerta com vários homens. À certa altura, quando dá pela falta da mulher, o pedreiro sai à sua procura e a encontra em um canto afastado da construção tendo relações com dois homens. Tomado pela fúria, Clementino mata a mulher e um dos homens a golpes de pá. César Toledo ouve os gritos e contém Clementino, com a ajuda de um grupo de operários. Chocado com a violência do empregado, o empresário chama a polícia e, mais tarde, depõe contra ele no julgamento. O seu testemunho é decisivo para a condenação de Clementino.

Vinte anos se passam, e Clementino deixa a cadeia. O tempo em que esteve exposto à dura realidade do sistema penitenciário fez dele um homem ainda mais amargurado. Embora tente reconstruir sua vida, está obcecado pelo desejo de se vingar de César Toledo, que considera ter sido o grande responsável pela sua condenação.

César Toledo tornou-se um empresário poderoso, mas leva uma vida cheia de angústias. Seu casamento com Marta está em crise e praticamente só se sustenta graças aos esforços dela. A união naufraga de vez quando César reencontra um antigo amor, a advogada Lúcia Prado, e os dois começam um romance. A relação com os filhos também não é bem resolvida. O mais velho, Henrique, administra os negócios do shopping, mas tem um temperamento bem diferente do pai. Extravagante e vaidoso, transforma a festa de inauguração do Tropical Towers em um pomposo evento carnavalesco. Alexandre é o filho do meio dos Toledo. Um jovem estudante de Direito que se ressente de ainda depender da ajuda financeira do pai, que faz questão de que ele complete os estudos antes de sair de casa. O filho mais novo, Guilherme, é a principal fonte dos tormentos da família. Dependente químico, envolvido com marginais, ele vive fugindo de clínicas de recuperação e tentando extorquir dinheiro dos parentes e amigos para conseguir sustentar o vício. Durante a festa de inauguração do shopping, depois de tentar arranjar dinheiro, sem sucesso, ele invade de motocicleta o saguão principal do edifício e tem de ser contido pelos seguranças.

A família de José Clementino, para junto da qual ele volta quando sai da cadeia, trabalha e vive no ferro-velho do seu pai, Agenor, um homem violento que criou duramente e sem carinho seus filhos e netos. Lá vivem os dois meio-irmãos de Clementino, Gustinho e Boneca; e Shirley, sua filha mais nova, uma jovem meiga e graciosa que sofre de um defeito físico na perna. Ela toma conta de Jamanta, um portador de deficiência mental que vive como agregado da família e trabalha no ferro-velho. Naquele ambiente frio e sem vida, ocorrem alguns dos melhores momentos cômicos da novela, graças às brigas de Gustinho e Boneca – que vivem debochando e implicando um com o outro – e às trapalhadas de Jamanta, um personagem que caiu nas graças do público.

A outra filha de Clementino é Sandrinha. Ao contrário de Shirley, ela não perdoa o pai por ter assassinado sua mãe e alimenta sentimentos negativos em relação a todos os outros membros da família. É uma jovem mau-caráter e ambiciosa que trabalha como garçonete na lanchonete de Edmundo Falcão, porém faz qualquer coisa para se dar bem e subir de vida. Por isso, se envolve com Alexandre Toledo. Completamente apaixonado pela moça, ele não percebe que ela está interessada principalmente no seu dinheiro e que o trai sempre que possível.

Na lanchonete de Edmundo Falcão também trabalha a garçonete Bina Colombo, uma mulher espontânea e engraçada, mas também ingênua, que alimenta o sonho de se tornar rica. Ela mora com a tia Sarita num apartamento pequeno, mas a vida das duas muda depois que, graças a um golpe do destino, a garçonete se torna dona de uma fortuna. Bina está sempre acompanhada da sua melhor amiga, a dócil cozinheira Luzineide, que também trabalha na lanchonete e a quem ela ofusca com sua personalidade exuberante, impedindo que a moça pronuncie sequer uma palavra; é sempre censurada por um “Cala a boca, Luzineide!”.

Dando início ao seu plano de vigança, José Clementino consegue um emprego como vigia do Tropical Towers. Dessa forma, ele pretendia instalar explosivos no edifício. Seu plano é destruir o grande empreendimento de César Toledo, mas sem ferir inocentes. Os explosivos seriam detonados quando o shopping estivesse vazio. Entretanto, por razões misteriosas, os artefatos são acionados antes da hora, quando o edifício está lotado. A explosão deixa muitos feridos e mata várias pessoas.

Alguns personagens de destaque na novela morrem na explosão do Tropical Towers. Guilherme, o jovem problemático que inferniza a vida dos Toledo, é um deles. Outras duas vítimas são a estilista Rafaela e a ex-modelo Leila Sampaio. As duas são sócias de uma butique de moda e têm um relacionamento amoroso.

A empresária Ângela, braço-direito dos Toledo na administração do shopping, nutre uma paixão platônica por Henrique Toledo, seu melhor amigo e colega de trabalho. Henrique, no entanto, é casado com Vilma, além de ser um mulherengo incorrigível que coleciona conquistas românticas, e não desconfia dos sentimentos da amiga. Aos poucos, a paixão de Ângela vai se tornando cada vez mais doentia e, para conseguir o que quer, ela se torna uma assassina fria e implacável, que chega comemorar as mortes de suas vítimas. Seu final é trágico: ao descobrir que Henrique se casaria com Celeste, a mãe de um filho de Guilherme, Ângela se atira do alto do recém-reconstruído Tropical Towers.

Quando o romance entre Lúcia Prado e César Toledo chega ao fim, a advogada se envolve com Alexandre. No final da novela, já tendo acordado para o verdadeiro caráter de Sandrinha, o filho de César Toledo decide ficar em definitivo com o ex-amor do pai. César Toledo e Marta acabam se reconciliando.

Sob a alcunha de Johnny Percebe, Gustinho faz sucesso como cantor romântico. Na verdade, Boneca é que tem talento para cantar, mas acha que é feio demais para se apresentar ao público. Ele, então, empresta sua voz ao irmão, embora se sinta frustrado por não poder aproveitar a fama. A farsa chega ao fim depois de uma apresentação no Show da Xuxa. A apresentadora descobre que Boneca é o verdadeiro cantor e o leva dos bastidores para o palco. Gustinho, por sua vez, descobre seu verdadeiro talento ao ganhar uma chance no time de várzea do seu bairro, tornando-se um jogador de futebol profissional muito bem-sucedido.

No decorrer da novela, Bina Colombo se dividiu entre Edmundo Falcão, Gustinho e Boneca. Ela se casa com o dono da lanchonete, mas os quatro personagens terminam juntos, formando um quadrado amoroso.

Meu Bem Querer


Meu Bem Querer[1] foi uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 19 horas pela Rede Globo, entre 24 de agosto de 1998 e 20 de março de 1999, contou com 179 capítulos. Foi escrita por Ricardo Linhares, supervisão de texto de Aguinaldo Silva e dirigida por Marcos Paulo e Roberto Naar.

A história se passa no nordeste brasileiro na fictícia cidade de São Tomás de Trás. Custódia, mulher misteriosa aguça a curiosidade de todos do lugar por não sair de casa há mais de 20 anos, o que não a impede de controlar a vida dos habitantes de lá. Mas vai ter de enfrentar a força de Tonha da Pamonha que se rebela contra a vilã . Custódia obriga seu irmão Inácio a se candidatar a prefeitura. Inácio, junto com seu melhor amigo Martinho, acabam tornando-se prefeito e vice - prefeito.

Inácio é marido da perua Verena e tem um romance nada secreto com a cobiçada Ava Maria. Martinho nutre uma paixão secreta por Ava, mas só depois da morte de Inácio é que assume tal paixão e fica com ela.

Custódia também tem várias plantações de caju onde obriga crianças a trabalhar. E não só as crianças são humilhadas como também sua empregada, Jorgete.

A novela também conta a história de Padre Ovídio, que criou Antônio, cuja origem, mantém em segredo. O pastor da cidade, Bilac, também cria Juliano, um rapaz invejoso, sonso e dissimulado, apaixonado por Lívia, estuda para se tornar pastor e vai revelar seu mau caratismo ao longo da trama, em situação semelhante a do padre. Os dois religiosos vivem em pé de guerra e disputam os fiéis da cidade.

O pastor Bilac tem duas filhas: a meiga Rebeca e Lívia, menina voluntariosa e invejosa que é rejeitada pelo pai por que sua mãe morreu no dia de seu parto. Antônio e Rebeca são apaixonados desde a infância e planejam viajar juntos. Mas quem embarca com Antônio é Lívia, que casa-se com ele. Decepcionada, Rebeca acaba casando-se com Juliano, e acabam tendo uma filha, Estér. Anos depois Lívia e Antônio voltam para a cidade separados e tambêm com um filho, Antônio Maciel Jr.

Rebeca e Antônio, ao longo do tempo, se encontram às escondidas mas não assumem o amor que tem um pelo outro por respeito aos pais. Lívia logo depois se arrepende e quer voltar para Antônio de qualquer jeito e nada a impedirá de crusar seu caminho.

No final , Antônio e Juliano descobrem que são irmãos, filhos de Inácio e Ava. Custódia, tia dos rapazes, que não podia ter filhos, separa os bebês e manda incendiar o berçário.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Pecado Capital


Pecado Capital foi uma telenovela brasileira produzida e exibida, pela segunda vez, no horário das 18 horas, pela Rede Globo, entre 5 de outubro de 1998 e 8 de maio de 1999, apresentada em 185 capítulos.

Foi escrita originalmente por Janete Clair e reescrita por Glória Perez, sendo dirigida por Wolf Maya, Maurício Farias, Fabrício Mamberti e Vicente Barcellos.


Pecado capital traz José Carlos Moreno, chamado Carlão, um taxista morador do subúrbio carioca de Marechal Hermes. Logo no primeiro capítulo, acontece um grande e audacioso assalto a banco, e os ladrões, em fuga, embarcam no carro de Carlão. Só que a mala cheia de dinheiro é esquecida no veículo. O taxista, então, vê ali a possibilidade de ascender socialmente, podendo enfim casar-se com a noiva, Lucinha, operária numa fábrica de roupas. Graças à beleza de Lucinha, as brigas entre os dois, por causa de ciúme do taxista, são freqüentes. Lucinha conhece, então, na fábrica, o publicitário Nélio Porto Rico, que a convida a ser modelo. Pensando na possibilidade de crescer na vida, ela aceita. Enquanto isso, Carlão faz segredo quanto a estar com o fruto do assalto ao banco. A opção de Lucinha pela carreira de modelo leva-a a romper com Carlão e com o pai, Orestes, pela intolerância destes.

Enquanto isso, Eunice, uma dona de casa de classe média, infeliz no casamento, sofre com o repúdio do marido, Ricardo, e com a consciência pesada. Ela esteve no assalto, do qual participou convencida pelo amante, Miguel, e foi quem esqueceu o dinheiro com Carlão. Miguel é assassinado após uma discussão com Eunice por causa do dinheiro e ela é tida como a principal suspeita, embora seja inocente. Vai, então, pedir ajuda ao marido para sair da enrascada, e ele a obriga a ir passar uns tempos nos Estados Unidos, longe do filho, Paulo Roberto. E a suburbana Lucinha é escolhida como principal modelo das Confecções Centauro, onde antes trabalhava. Desperta o interesse do adormecido coração de Salviano Lisboa, um milionário viúvo que, apesar de ter seis filhos - Vitória, Vilma, Vicente, Virgílio, Vinícius e Valter - e viver cercado por uma cambada de bajuladores, sente muita solidão. O início do namoro entre Salviano e Lucinha desperta em Carlão um grande ódio, e ele lança mão do dinheiro, que planejava devolver, para ascender socialmente - para ele, Lucinha deseja isto:fortuna e posição.

Eunice volta ao Brasil e, cumprindo suas ameaças, cheias de rancor, Ricardo a denuncia e ela é presa. Ao ficar sabendo da situação da mulher, Carlão sente a consciência pesar e começa a ajudá-la. Penalizado, sabendo que, se tivesse entregue o dinheiro, a situação de Eunice seria outra, Carlão se casa com ela, mesmo apaixonado por Lucinha, que passa a enfrentar, a cada dia que passa, maior oposição dos filhos de Salviano. Carlão e Eunice vivem um casamento infeliz. Ela, verdadeiramente apaixonada, sofre com o amor do marido por outra, que não o quer;ele, por estar casado por piedade e medo de que ela, já o tendo reconhecido como o taxista do caso, o denuncie.

Ao longo da trama, Carlão vai se afundando mais e mais, graças à ambição e ao desejo de reconquistar Lucinha. No final, quando resolve deixar o dinheiro(dois milhões de reais)numa estação do metrô e fazer uma denúncia anônima às autoridades, Carlão termina assassinado no local por Tonho Alicate, um mau-caráter com quem havia se envolvido em negócios escusos.

Nessa versão, Salviano e Lucinha NÃO se casam. Não houve química entre Francisco Cuoco e Carolina Ferraz, e a autora, então, resolveu fazer Carlão e Lucinha se reaproximarem e criar uma personagem inexistente no original, Laura, para contracenar com Salviano, o que descaracterizou de vez a história de Janete Clair, já tão desfigurada, com vários personagens desnecessários, que a versão original não apresentava.

Brida


Brida é uma telenovela brasileira produzida pela Rede Manchete e exibida de 11 de agosto a 23 de outubro de 1998 em 54 capítulos. Foi escrita por Jayme Camargo, Sônia Mota e Angélica Lopes, baseada em livro de mesmo nome de Paulo Coelho e dirigida por Walter Avancini.

Na Irlanda, passados 300 anos, um bruxo continua a perseguir uma jovem, a única pessoa que tinha poderes para destruí-lo.


Na atual encarnação, Brida pertence a uma família abastada, está noiva e seu rival é um dos principais empregados na empresa de seu pai.

Suave Veneno


Suave Veneno foi uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo de 18 de janeiro a 18 de setembro de 1999, na faixa das 21 horas, totalizando 209 capítulos. Foi escrita por Aguinaldo Silva com colaboração de Ângela Carneiro, Maria Helena Nascimento, Felipe Miguez, Fernando Rebello e Marília Garcia. Foi dirigida por Marcos Schechtman, Alexandre Avancini e Moacyr Góes com direção geral de Ricardo Waddington e Marcos Schechtman e núcleo de Ricardo Waddington e Daniel Filho. Teve 130 capítulos na versão internacional exibida na televisão portuguesa.

Apresentou as atrizes Glória Pires e Irene Ravache como protagonistas; José Wilker como o protagonista-masculino da trama e Letícia Spiller como a antagonista central.

O empresário Valdomiro Cerqueira atropelou a jovem Inês, que, após o acidente, perdeu a memória. Valdomiro, em dívida com a moça sozinha e sem passado, leva-a para morar em sua casa até que a situação dela se restabeleça. A família a recebe friamente e com desconfiança: a mulher, Eleonor, e as três filhas, Maria Regina, Maria Antônia e Márcia Eduarda. E o que todos temiam acaba acontecendo:o envolvimento entre Valdomiro e Inês, provocando a separação dele e de Eleonor e a fúria de Maria Regina, que vê Inês como uma intrusa e uma ameaça à fortuna da família. Maria Regina bate de frente com o pai, numa luta acirrada pelo poder na Marmoreal, empresa que eles dirigem.

Mas o amor por Inês custaria muito caro a Valdomiro. Tudo fazia parte de um plano de vingança arquitetado pela advogada Clarisse Ribeiro, a filha bastarda que Valdomiro desconhecia. Inês desaparece, e com ela valiosos diamantes. Por conta disso, Valdomiro perde a presidência da empresa para sua filha Maria Regina. É quando ocorrem dois fatos que dão uma reviravolta na história: Clarisse, de posse dos diamantes do pai, é assassinada misteriosamente; e Valdomiro encontra Inês completamente diferente na pele de outra pessoa - Lavínia.


Ao reencontrar Lavínia, Valdomiro passa a viver em função desse amor e julga ser essa misteriosa mulher a mesma Inês que apareceu como morta, meses antes. Lavínia tenta fugir várias vezes de Valdomiro sempre afirmando que não é a Inês que ele conheceu. Os próprios telespectadores só vão ter a certeza que Lavínia é mesmo Inês no dia que ela sai de casa e vai procurar Clarisse para pedir ajuda com Valdomiro.

Lavínia mora em um bairro simples do Rio de Janeiro apenas na companhia de seu sobrinho Junior que ela ajuda a criar. O personagem de Junior era interpretado pelo recente ator Vinícius de Oliveira, que despontava na época com o grande sucesso do cinema nacional Central do Brasil. Junior era filho de Adelmo, o irmão complicado de Lavínia. Adelmo perdera a mulher em um acidente e a partir daí perdeu um pouco o rumo de sua vida, embora sempre pudesse contar com sua irmã mais velha. No entanto, a vida de Adelmo começa a mudar quando ele conhece a possessiva Maria Regina, filha de Valdomiro.

Maria Regina era uma mulher arrogante, ambiciosa e cheia de malícias. Era casada com Álvaro Figueira e tinha dois filhos, mas adorava humilhar o marido na frente dos outros e repudiar a própria vida que levava até se render completamente apaixonada por Adelmo. Como era uma mulher muito fina e não suportava a convivência com pessoas de níveis inferiores, o seu relacionamento com Adelmo era bastante complicado e doentio, fato que acarreta a morte dos dois em um acidente de carro no último capítulo da novela.

Enquanto Valdomiro tenta descobrir a verdade sobre Inês e Lavínia, sua ex-mulher Eleonor sofre com a separação e sonha ainda com uma futura volta do seu casamento até conhecer um jovem e deprimido pintor capixaba chamado Eliseu, natural de Linhares. Os dois se conhecem exatamente no momento em que ele tenta, desesperado, se jogar de uma passarela bastante movimentada na cidade. Por muito pouco Eliseu não realiza seu desejo, Eleonor chega e o impede. A partir daí ela passa a incentivar Eliseu nas suas pinturas, aluga um apartamento para ele e o ajuda com todo o material que ele precisa para desenvolver seu trabalho. Surge então um leve envolvimento entre os dois, mas quem ficaria com ele mesmo seria Márcia Eduarda, a filha mais nova de Eleonor.

Mas a história dos dois não foi tão gloriosa assim. Eliseu acabou se envolvendo em falsificação de quadros e terminou preso. No entanto, Márcia Eduarda prometeu esperá-lo sair da cadeia e cumpriu sua promessa no último capítulo.

Enquanto isso, no outro lado da cidade, vivia a orgulhosa Marina, que sonhava em casar com um homem rico e fugir da vida simples que levava com sua família, sem ao menos dar atenção aos apelos insistentes de namoro do humilde Renildo. Mas as coisas mudariam quando Renildo passasse a ser um famoso jogador de futebol. Marina, que sempre o esnobou, muda totalmente sua atitude e passa a namorá-lo. Só que a vida resolve lhe pregar uma peça. Renildo descobre um tumor no cérebro, o que o impede de continuar jogando futebol. E nem as mandingas do guru da vizinhança, Uálber, salvariam os dois.

No mesmo bairro de Marina e Renildo, vivia a fogosa Carlota Valdez, uma mulher que aparentava ser uma simpática vizinha pelas manhãs e, à noite, quando usava um determinado perfume, saía de casa misteriosamente com uma capa escura, despertando a curiosidade dos vizinhos e principalmente de Gato, dono de um bar. Em suas saídas misteriosas, Carlota ia se encontrar com Álvaro Figueira, o marido de Maria Regina, em um apartamento secreto dele.